--> Vale do Silício: os brasileiros que alcançaram o sucesso no berço da tecnologia | Luz Própria Blog % | Blog Luz Própria

Vale do Silício: os brasileiros que alcançaram o sucesso no berço da tecnologia

O Vale do Silício abrange várias cidades do estado da Califórnia, ao sul de São Francisco, como Palo Alto, San José e Cupertino. E lá estão as maiores empresas de tecnologia, investidores e pesquisadores desse setor do planeta.

Vale do Silício, em inglês Silicon Valley, está localizado na Califórnia, Estados Unidos. E é nessa região que encontramos um aglomerado de empresas que foram implantadas a partir da década de 1950 com o objetivo principal de gerar mudanças na área da ciência e tecnologia, destacando-se na produção de chips, na eletrônica e informática.

A industrialização dessa região teve início nos anos 90, mas o impulso para o seu desenvolvimento se deu com a Segunda Guerra Mundial e principalmente durante a Guerra Fria, devido à corrida armamentista e aeroespacial.”

Empresas como a Apple, Google, Facebook, Symantec, Yahoo!, Intel, Microsoft entre muitas outras que hoje estão entre as maiores do mundo foram desenvolvidas nessa região. Entre essas citadas, uma das maiores estrelas do Vale do Silício, é a Apple e foi criada por Steve Jobs em 1976 na cidade de Cupertino.

Movidos pelo sonho de brilhar no berço da tecnologia mundial e alcançar o sucesso, muitos empreendedores nascidos no Brasil desenvolvem projetos lá. Alguns deles são Michel Krieger, o criador do Instagram, um programa para iPhone que é fenômeno mundial; André Leb, da CompassLabs; Hélcio Nobre e Guilherme Bastos, do Muzambo; Adriano Blanaru, da Clipik; Paulo Lerner, da Frugar; o mineiro Reinaldo Normand; entre outros.

Michel Krieger, trocou o Brasil por São Francisco com o objetivo de estudar e acabou se envolvendo em projetos de startups, o modo como são chamadas as empresas iniciantes geridas por pequenos empresários.”

Segundo textos sobre o assunto, as principais empresas de venture capital, que costumam dar o primeiro empurrão financeiro para as startups tecnológicas, estão baseadas na região do Vale do Silício, e isso favorece muito os estudantes que se formam nas universidades americanas, pois durante os estudos eles são estimulados ao empreendedorismo e são inseridos no ambiente ideal para a criação de companhias, por intermédio de programas que auxiliam no desenvolvimento de negócios.

Dessa forma já é de se esperar que com essa infra-estrutura, recursos e apoio tão grandes eles podem realizar grandes feitos e darem oportunidades também para as pessoas criativas de outros Países.

Se gostou do post e quer saber mais sobre esse assunto, é só clicar aqui.

  • Share post